Archive for 7 de maio de 2008

Eleições dos EUA: faltam 217 delegados

maio 7, 2008

 

As primárias da última terça-feira (6), em Indiana e Carolina do Norte, mantiveram o senador Barack Obama na liderança da disputa pela indicação do Democrata à Casa Branca. De acordo com os números da CNN, Obama tem 1836 delegados, contra 1681 de Hillary Rodan Clinton. Porém, o resultado não foi suficiente para sacramentar o nome do senador por Illinois para disputar com o Republicano John McCain. O mínimo necessário são 2025 delegados.
Ainda estão em jogo os votos de 217 delegados: 28 em Virginia Ocidental; 52, em Oregon; 51 em Kentucky; 55, em Porto Rico; Montana, com 16 e Dakota do Sul, 15. Se os números estão certos, senhora Clinton precisaria obter os votos de todos os delegados para ultrapassar Obama na corrida pela indicação do partido. Se Obama não crescer, o placar terminaria assim: 1836 para o senador negro e 1898, para Hillary, uma diferença de 62 votos.
Porém, como ninguém acredita que o senador leve uma “chulapada” da adversária, é possível prevê que Obama está quase lá. Depende única e exclusivamente dele para conseguir a vitória. Um detalhe: o senador é o único na briga pela indicação em condições de atingir o número mínimo de delegados para a tal aprovação do partido: 2025. Se todos os delegados que ainda faltam votar depositar nas urnas o nome de Barack Obama, o placar lhe daria 2053 delegados, ou seja, 28 a mais do que o mínimo necessário.
Hillary Clinton, na velocidade de sua campanha, só teria 1898 delegados se conseguisse os votos restantes. Os analistas políticos de plantão podem se debruçar sobre os números. As primárias de Carolina do Norte e Indiana mostraram que o discurso do reverendo Jeremiah Wright não provocou tanto estrago na campanha de Obama quanto se esperava.
Enquanto isso, no QG de McCain, os magos da política acompanham todos os desdobramentos desse embate Democrata com o seguinte foco: quanto mais tempo durar a ‘briga’ Clinton VS. Obama, mas se favorece o candidato do presidente George W. Bush. Pela simples razão: escolhido do partido, McCain já está em campanha para o pleito do dia 4 de novembro. Nesta quarta-feira (7), alguns sítios pedem que senhora Clinton abra caminho para a candidatura de Obama e renuncie à disputa.