Archive for 13 de junho de 2008

A CPI dos ossos, ou melhor, dos cemitérios…

junho 13, 2008

No Estado do Maranhão, há muito tempo atrás, se fez uma peneira na Justiça Eleitoral para verificar os chamados “eleitores fantasmas”. E descobriu-se muitos fantasmas por aquelas bandas. Tanto é que numa das cidades os muros do cemitério foram pichados com supostos mortos pedindo que os deixassem em paz.

A Brasília do século 21 ganhou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investir a máfia das funerárias. Alguns meios de comunicação a chamam de a CPI dos Ossos, outros de CPI dos Caixões. Os holofotes desta tarde se voltaram, então, para o Cemitério do Gama, onde funcionário lotado no gabinete do deputado distrital Rogério Ulysses (PSB), presidente da tal CPI, invadiu o campo dos mortos a bordo de um trator com o objetivo de encontrar ossadas e restos de urnas mortuárias.

E o que ele encontrou no cemitério: restos de caixões e ossadas. Claro. Num cemitério existem caixões e ossadas. A PM baixou por lá. Quis saber se a “autoridade” tinha autorização para remexer os restos mortais. Rogério “holofotes” Ulysses foi para o local que se encontra interditado.

Essa CPI surgiu na esteira de denúncias de irregularidades nos cemitérios da capital federal. O assunto é propício para o encerramento de mais uma sexta-feira 13. Bem macabro. Mas outros preferiram dedicar o dia para homenagear Santo Antônio, o santo casamenteiro, um dos mais populares da Igreja Católica. Os mortos pedem um pouco mais de respeito.

Exército prende parceiro de sargento gay

junho 13, 2008

O segundo sargento do Exército Fernando Alcântara de Figueiredo foi preso. Parceiro do também sargento Laci de Araújo, detido na madrugada de 4 de junho, quando tropas da Polícia do Exército cercaram o prédio da RedeTV!, na Grande São Paulo, cumpre pena de prisão no Batalhão da Guarda Presidencial por ter viajado para São Paulo sem autorização e por ter se apresentado em público mal uniformizado.

Laci e Fernando assumiram, em entrevista à revista ÉPOCA, a homossexualidade. O casal tem mais de 10 anos de convivência. Os sargentos foram levados ao programa SuperPop, da RedeTV!, onde contaram em detalhes a união homossexual. Laci foi acusado de desertor pelo Exército e acabou atrás das grades. O assunto ganhou maior impacto e mobilizou a mídia e as comunidades defensoras dos direitos humanos. (more…)

O boxeador cubano

junho 13, 2008

O boxeador cubano Erislandy Lara, que no ano passado buscou refugio no Brasil durante o Pan do Rio, conseguiu fugir de Cuba. Campeão mundial na categoria até 69 quilos, Lara escapou de Havana numa lancha, desembarcou no México e de lá seguiu para a Alemanha. Esse fato joga no chão os argumentos do governo brasileiro que entregaram Lara e Guillermo Rigondeaux à polícia do ditador Fidel Castro. Naquela ocasião, as autoridades brasileiras se apresaram a informar que os pugilistas, que fugiram da Vila Pan-Americana, quiseram retornar à capital cubana por iniciativa própria.

Lara teria assinado contrato de cinco anos com Arena Box Promotion e deve fazer a primeira luta em 4 de julho em Istambul, na Turquia. O assunto é no caderno Esportes do jornal O Estado de S. Paulo desta sexta-feira. O lutador concedeu entrevista contando outros detalhes que deve ser publicada amanhã no mesmo jornal. – É maravilhoso estar na Alemanha – declarou Lara. O pugilista não quis revelar detalhes da fuga.

Quadros roubados

junho 13, 2008

O país amanhece, nesta sexta-feira, 13, ainda sob o impacto do roubo de quatro obras de arte da Estação Pinacoteca, em São Paulo. A polícia de São Paulo divulgou os retratos-falados dos ladrões com base nas imagens captadas pelas câmeras de segurança do prédio. A quadrilha levou um óleo sobre cartão de Di Cavalcanti “Mulheres na janela” (1926); duas gravuras do espanhol Pablo Picasso: “O pintor e seu modelo” (1963) e “Minotauro, bebedouro e mulheres” (1933), e um guache sobre cartão de Lasar Segall, “Casal” (1919). As obras têm valor estimado em R$ 1 milhão.

A ação dos ladrões ocorreu ontem (12 de junho) à tarde no prédio que é extensão da Pinacoteca de São Paulo. Há cinco meses, no MASP, bandidos levaram  os quadros “O lavrador de café” (1939), de Cândido Portinari, e “Retrato de Suzanne Bloch” (1904), de Pablo Picasso. Estas duas obras valem R$ 120 milhões. Os quadros foram recuperados dias depois pela polícia.

O roubo repercutiu em outros países. A polícia se mobiliza nos portos, aeroportos e rodovias de São Paulo para encontrar os integrantes da quadrilha e recuperar as obras de arte. Ao mesmo tempo, a população é alertada para denunciar à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo caso identifique os suspeitos. Todas as informações são importantes para colocar os bandidos atrás das grades.