Exército prende parceiro de sargento gay

O segundo sargento do Exército Fernando Alcântara de Figueiredo foi preso. Parceiro do também sargento Laci de Araújo, detido na madrugada de 4 de junho, quando tropas da Polícia do Exército cercaram o prédio da RedeTV!, na Grande São Paulo, cumpre pena de prisão no Batalhão da Guarda Presidencial por ter viajado para São Paulo sem autorização e por ter se apresentado em público mal uniformizado.

Laci e Fernando assumiram, em entrevista à revista ÉPOCA, a homossexualidade. O casal tem mais de 10 anos de convivência. Os sargentos foram levados ao programa SuperPop, da RedeTV!, onde contaram em detalhes a união homossexual. Laci foi acusado de desertor pelo Exército e acabou atrás das grades. O assunto ganhou maior impacto e mobilizou a mídia e as comunidades defensoras dos direitos humanos.

O caso foi levado ao Senado Federal. Os senadores Eduardo Suplicy e Fátima Cleide, ambos do PT, intercederam em favor de Laci. A prisão do sargento De Alcântara foi confirmado pelo Centro de Comunicação do Exército (CComSex) – sigla bem sugestiva – ao explicar que as alegações apresentadas pelo militar na própria defesa não foram aceitas.

Leia a íntegra da nota

“Em relação à situação do Sargento FERNANDO ALCÂNTARA DE FIGUEIREDO e cumprindo procedimentos previstos no Regulamento Disciplinar do Exército (RDE) (Decreto-Lei 4346, de 26 de agosto de 2002), plenamente do conhecimento do militar em questão, o seu Comandante imediato determinou a apresentação de suas razões formais de defesa relativas a transgressões disciplinares, praticadas pelo militar e previstas naquele regulamento, tudo em decorrência de sua conduta e envolvimento nos últimos fatos.

O militar apresentou suas razões de defesa, dentro do prazo previsto no regulamento, as quais não foram consideradas suficientes e justificadas por seu Comandante. Em conseqüência disso, após a ampla defesa e oportunidade ao contraditório, o militar foi enquadrado e punido com prisão disciplinar.

O RDE tem por finalidade, além de especificar as transgressões disciplinares, estabelecer normas relativas a punições disciplinares, comportamento militar das praças, recursos e recompensas.
O Exército reafirma que cumpre rigorosamente os instrumentos legais, agindo com impessoalidade e observando os direitos pétreos previstos na Constituição Federal.

SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO COMANDO MILITAR DO PLANALTO
EXÉRCITO BRASILEIRO
ONTEM, HOJE E SEMPRE! OS MESMOS VALORES, PRINCÍPIOS E IDEAIS.”

Tags: , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Exército prende parceiro de sargento gay”

  1. Adalberto Says:

    Peço que passem meu celular ao Fernando Alcantara pois gostaria de conhecê-lo pessoalmente. 61 – 8142-8499. Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: