Archive for 22 de junho de 2008

Quadrilha

junho 22, 2008

Quadrilha, poesia de Carlos Drummond de Andrade, nunca esteve tão atual. Os versos do poeta mineiro podem entrar num trocadilho mais ou menos assim: Branca amava Zé, que gostava da Grande, que oferecia altas festas no palácio, escolheu o velho que não amava ninguém. Então, apareceu o empreiteiro que comprometeu todo mundo. Frutos de uma mesma quadrilha.

(more…)

Anúncios