A greve na Bacia de Campos

Os petroleiros da Bacia de Campos, no norte do Estado do Rio, iniciaram paralisação nos primeiros minutos desta segunda-feira (14 de julho). Agora à tarde, a Petrobras admitiu oficialmente que 7% da produção de petróleo foi afetada, o que representa 136 mil barris. Isso fez a estatal acionar o plano de contingência. O comunicado da empresa diz também que a greve não traz risco de desabastecimento. Das 38 unidades situadas no Norte Fluminense, duas estariam com a produção interrompida.

O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) informou que equipes de contingência da estatal estariam assumindo a produção das plataformas. A orientação é que os trabalhadores dêem espaço às equipes e solicitem desembarque imediato.

A Petrobras informou que obteve liminar do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro que determina que as instalações não podem ser ocupadas, os trabalhadores em greve devem desembarcar e os que desejam trabalhar devem ter acesso às instalações.

A diretoria do Sindipetro-NF diz que a Petrobras não procurou o comando grevista para negociar o pleito dos trabalhadores, e que a greve está mantida. O sindicato contesta a capacidade de as equipes de contingência da Petrobras conseguirem manter o nível normal de produção da companhia, por serem menores.

O Sindipetro-NF calcula que até 7,5 milhões de barris de petróleo poderão deixar de ser produzidos durante a greve desta semana. Os grevistas querem que a Petrobras passe a considerar o dia de retorno das plataformas como uma das datas de trabalho. A escala dos petroleiros prevê 14 dias embarcado na unidade de produção, e outros 21 em casa.

As operações na Bacia de Campos são responsáveis por 84% de toda a produção nacional, de cerca de 1,9 milhão de barris de petróleo por dia. Lá, são produzidos pouco mais de 1,5 milhão de barris por dia de petróleo e 22 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: