Jogo de cena

O debate da Operação Satiagraha descambou para o campo político. Parece mais um jogo de xadrez. Todos querendo dar o xeque-mate. Neste jogo de cena pode ser no rei ou na rainha. Os bastidores aqui em Brasília ontem (16 de julho) contaram com muitos jogadores, cada um mexendo as peças neste tabuleiro. A maior jogada partiu do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista no Palácio do Planalto. Lula diz com todas as letras que o delegado Protógenes Queiroz tem “a obrigação moral” de concluir o inquérito policial e encaminhá-lo para o Ministério Público.

Na prática, Lula sentiu o contragolpe desferido pelo grupo que tem hoje a aprovação da opinião pública, portanto, da sociedade brasileira. Essa história de afastamento do chefe das investigações foi munição que o governo deu para que os três tiras colocassem a República contra a parede. Pelo pouco que conheço do Lula, o presidente deve ter xingado. Dado murros na mesa. Exigido de sua equipe uma reviravolta para a história. Então, assumiu publicamente o papel de transferir para Protógenes a responsabilidade pelo fracasso da Operação Satiagraha. Ou seja, o governo não quer ficar com o ônus desta pizza.

Na PF, em São Paulo, aconteceu aquilo que era previsto. Daniel Valente Dantas chegou mudo para depor e saiu calado. Confesso que não acreditava que DVD voltasse àquele inferno. Mas, para não desmoralizar ainda mais a operação chegou lá e não disse tudo o que sabe. Para um engenheiro das finanças, uma pessoa bastante inteligente que é, não causou surpresas as duas notinhas na coluna Alcemo Góis, nO Globo de hoje (17 de julho) que dizem que DVD teve direito à restituição do Imposto de Renda nos anos de 2001, 2002, 2004 e 2005. Em nos anos de 2003, 2006 e 2007 (opa! será que ele já  passou pela malha da Receita) o saldo ficou zerado. Não deve e não tem nada a receber. É preciso conhecer o contador de Dantas.

Góis também informa que o ator Daniel Dantas (o boa-praça) pensa processar o jornal italiano “La Stampa” por ter publicado a foto do ator em matéria que trata do caso Daniel Dantas, o dono do Opportunity. O homônimo ator da Rede Globo deve ter sentido na pele as confusões provocadas pelo caso. E olha que recentemente – naquele envolvimento de Ronaldo, o ex-Fenômeno com a Mulher Banana – a mídia publicou foto de Cristiano Ronaldo como sendo o ex-jogador brasileiro. Foi nos Estados Unidos.

No Judiciário, o juiz Fausto Martin de Sanctis acolheu denúncia contra DVD, Hugo Chicaroni e Humberto Braz pelo caso da tentativa de suborno contra delegado da PF. Achei estranho isso. Até porque não houve notícia anterior que revelasse o oferecimento da denúncia à Justiça Federal. Será que o inquérito foi desmembrado? Ou seja, separaram partes das investigações? Aliás, de Sanctis concedeu entrevista ao Correio Braziliense publicada na edição de hoje.

No Poder Judiciário mais acima, ou seja, de um lado da Praça dos Três Poderes, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, esboçou sinais de contentamento com os desdobramentos da conversa que teve no dia anterior no gabinete de Lula. Isso se deve às declarações do presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), sobre o trâmite dos projetos que tentam punir excessos das autoridades nas investigação.

O Arlindo (que não é o Cruz, sambista de primeira linha) diz que em agosto as matérias serão aprovadas. E alguém acredita nisso? Às vésperas das eleições municipais dificilmente o Congresso conseguirá reunir os parlamentares necessários para tal façanha. Mas parece que o senhor Mendes acreditou. Ou será jogo de cena para colocar panos quentes na história do impeachment? Não foram os senadores que colocaram o senhor Mendes no Supremo? Claro. O processo de aprovação dele para o STF passou pelo crivo dos senadores que referendaram a indicação do então presidente Fernando Henrique Cardoso. Por isso, antes de se pensar em tirá-lo da cadeira de chefe máximo do Poder Judiciário é preciso verificar os procedimentos dos parlamentares que aprovam tais escolhas.

E uma última notícia diz que a bela Carol Castro entrou na onda dos internautas que estão indignados com o senhor Mendes. Carolzinha, enquanto se prepara para o ensaio fotográfico da próxima edição da Playboy, colocou em seu blog fotos do senhor Mendes e de um lobo com pele de cordeiro. Como legítimo representante da família Cordeiro, os meus protestos (gargalhadas!). Espero aqui a manifestação dos Lobo.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: