Um bronze em Pequim

Essa é muito boa. É do José Simão, na Folha de S. Paulo: sabe o que o Brasil foi fazer em Pequim? Pegar um bronze. Olha, só tem medalha de bronze pros atletas brasileiros. Até agora foram quatro medalhas. Tudo começou com a judoca brasiliense Ketleyn Quadros. Depois vieram Leandro Guilheiro e Tiago Camilo, selando a participação bronzeada do judô brasileiro. A quarta medalha veio na natação com Cesar Cielo.

Agora, o Brasil poderia reivindicar mais um bronze. Já que o sueco Ara Abrahamian desprezou a medalha, jogando-a no chão, o COI faria justiça se a entregasse a Galvão Bueno, por exemplo, aquele que diz que: “A medalha é de bronze, mais o sorriso é de ouro” ou “Foi bronze, com sabor de ouro”.

E como tem gosto para tudo, acredito que as meninas e os meninos do vôlei de praia, ou seria de areia?, já estão bem queimados do sol e devem se transformarem nas nossas esperanças de ouro. O mesmo pode vir da vela. Ou no boxe.

O futebol feminino continua chulé. Hoje cedo, a seleção brasileira passou pela da Noruega. O primeiro chute a gol só ocorreu aos 37 minutos da etapa inicial. E Galvão Bueno elogiou as norueguesas porque não são faltosas. Também pudera a bola não chega até elas. Mas o bronze pras brasileiras pode estar garantido.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: