Deus é fiel

Essa é boa. Tem bebum colocando adesivo no carro para afastar o mau olhado da Polícia Militar. Fica combinado assim: Deus é fiel. E, na onda da blitz, presenciei este meio de tarde, em Brasília, um sacode. Em plena EPTG, o que tinha de motorista trocando de lugar ao volante. Algo impressionante! Tudo para se livrar do bafômetro. E da fiscalização.

Tinha acabado de sair, ou melhor, ser saído do Templo da Legião da Boa Vontade (LBV), um prédio suntuoso que não permite ao cidadão entrar de bermuda abaixo do joelho. Para ganhar mais dinheiro, exigem que o homem esteja vestido calça cumprida. É a sina da arrecadação depois que as doações secaram.

Não é ódio. Mas, o registro de protesto. Tamanho preconceito merece registro e repúdio. Veio à mente uma cena ocorrida, nos anos 70, em Santo Antônio de Pádua, interior fluminense. A jornalista Norma Curi, do Jornal do Brasil, com o fotógrafo Antônio Batalha, estava na Igreja Matriz. Ela vestia calça cumprida. Foi suficiente para provocar a ira do padre Eduardo. Fomos expulsos pelo padre e seus fiéis seguidores.

Naquela época, predominava a guerra santa, onde mulher deveria usar um vestido cobrindo o joelho. Fora dos padrões da ocasião. Mas, em pleno século 21, com as mudanças de conceito e de postura, acreditava que a segregação religiosa fosse coisa do passado. Nada disso. Saímos do local, mas com alguns protestos.

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: