SOS Pádua 11

No bairro Aeroporto ainda tem água da enchente. Foto do orkut de Marina Blanc

No bairro Aeroporto ainda tem água da enchente. Foto do orkut de Marina Blanc

A população de Pádua, interior do estado do Rio, começa a juntar os cacos daquilo de sobrou após a enchente do rio Pomba. O momento é de muito trabalho para a retirada da lama da casas, calçadas e ruas. Foram três dias de sofrimento com o transbordamento do rio que inundou 90% da área urbana do município.

No bairro Cidade nova uma ponte caiu - imagem do orkut de Marina Blanc

No bairro Cidade nova uma ponte caiu - imagem do orkut de Marina Blanc

As maiores necessidades dos moradores – neste momento – são água potável e material de higiene para casa e pessoal, além de alimento pronto, que não necessita levar ao fogão. O governador Sérgio Cabral, que esteve em Itaperuna – outra das 15 cidades afetadas pelas cheias na região – e anunciou a montagem de um hospital de campanha em Cardoso Moreira, onde 10 mil pessoas tiveram problemas. Cabral também reforçou o pedido de doações que podem ser entregues nas unidades do Corpo de Bombeiros no estado do Rio.

Moradores recebem água potável, uma das necessidades da população. Imagem do orkut de Marina Blanc

Moradores recebem água potável, uma das necessidades da população. Imagem do orkut de Marina Blanc

Recebo mais imagens, sendo desta vez do pós-enchente, de Marina Blanc. As fotos registram o bairro Tavares, a rua Benajmin Constant (no centro), o bairro Aeroporto e uma ponte que ficou destruída no bairro Cidade Nova. Ela registrou também a população recebendo água potável.

Móveis destruidos pelas chuvas no bairro Tavares. foto do orkut de Marina Blanc

Móveis destruídos pelas chuvas no bairro Tavares. foto do orkut de Marina Blanc

No dia de hoje (20 de dezembro), tenho conversado com dona Creusa – minha mãe – com o objetivo de tranqüilizá-la. Um trabalho de psicólogo. O cenário – veja foto do bairro Tavares – é desesperador. Familiares de Miracema estiveram em casa e deram alimentos, água e produtos de limpeza.

Rua Benjamin Constant, no centro de Pádua. foto do orkut de Marina Blanc

Rua Benjamin Constant, no centro de Pádua. foto do orkut de Marina Blanc

Do jeito que se encontra a cidade serão necessários vários dias de intenso trabalho até que a situação melhore. As pessoas estão se ajudando em mutirão. Esse é o verdadeiro espírito de solidariedade humana neste momento de tamanha dor. Porém, uma das fotos de Marina mostra um caminhão carregado com botijões de gás sendo escoltado. O receio de saque mostra o lado sombrio de uns poucos desequilibrados. É inconcebível pensar que há pessoas que planejam o roubo do alheio!

Daqui a dias pretendo ir a Pádua. Espero apenas que a situação melhore para que possa rever meus familiares e amigos desta cidade. Da minha trincheira, aqui em Brasília, sigo na missão de trocar informações com a população – seja morador de Pádua ou não – sobre os reflexos das cheias no norte fluminense.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “SOS Pádua 11”

  1. Marcus Nunes Says:

    Devemos abstrair este lado negro por hora, relevar esta obscuridade de alguns seres em momento de puro desespero.
    Solidariedade é a palavra por hora, mais partilha e entrega.
    Fé no ser humano, a luz interior é maior.
    Análise racional e acão levada na emoção do momento.
    Arregacemos as mangas e vençamos esta etapa.

  2. Luciano Sobral Says:

    Sou paduano e moro em Itaperuna, estou acompanhando tudo o que acontece em Pádua atravéz de celular e internet, a dor no coração e a emoção é muito grande, espero que com a graça de Deus e a força dos paduanos que a situação seja contornada e que os LADRÕES que saquearam as lojas comerciais sejam PRESOS, tem de haver justiça porque pois não é possível os comerciantes trabalharem tanto pra VAGABUNDOS roubarem e saírem impunes, são PILANTRAS APROVEITADORES.

  3. José Souto Says:

    Roberto,
    Seria possível você nos enviar a mensagem de Marina Blanc falando da atual situação de Pádua?
    Gostaria de ler e se for o caso, publicar no meu blog.
    miracema1@gmail.com
    Obrigado

  4. Rafael Martins Says:

    Como paduano que sou, embora não esteja mais morando lá, fico muito triste em ver nossa cidade arrasada desta forma. Convoco todos que puderem ajudar, seja com trabalho, com doações ou de qualquer outra forma, para reconstruirmos nossa cidade e darmos amparo imediato a população que perdeu tudo.
    Estarei lá para dar minha contribuição.
    Força paduanos.
    Rafael Martins

  5. paulo celso sa da silva Says:

    sou carioca mas moro em monte alegre atualmente e assisti de perto todoa tragedia. que Deus abençoe a cada pessoa que perdeu as coisas e que consiga comfe em Deus superar tudo AMEM

  6. Kíssila Carvalho Says:

    Meu Deus… que tristeza… a foto acima da Tavares é a rua da casa da minha mãe e estou vendo pela primeira vez como ficou…
    Tenho certeza que Deus irá devolver, em dobro, tudo aquilo que as pessoas perderam… no nome de Jesus!!
    Estou indo hoje para Pádua, e o que eu puder fazer para ajudar… farei.
    Fé!!!!
    Kíssila/Rio das Ostras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: