Adeus, Bill!!!

Imagem que extraí do blog do professor

Imagem que extraí do blog do professor

Era no começo dos anos 80. A redação, num prédio à rua da Quitanda, no centro do Rio, tinha ares de jornal quatrocentão. Ali, no número 2, ficava a sucursal de O Estado de S. Paulo. Lembro que engatinhava na profissão e sempre encontrava tempo para passar por lá para conversar com Guilherme Duncan, o Bill. Meu sonho era trabalhar no Estadão – o que só foi realizado aqui em Brasília e por exatos 18 meses – e buscava “vender” matérias do Norte Fluminense para Bill.

Dos grandes profissionais que cruzaram o meu caminho – e não foram poucos – desde o Aloysio Cardoso Barbosa, dono da Folha da Manhã (Campos dos Goytacazes, terra natal de Bill), Telmo Wambier, Roberto Ferreira, José Fontes, Luciano de Moraes, Luiz Paulo Coutinho… Paro por aqui para não pecar pelo esquecimento. Na redação do Estadão tinha também o Antônio Cunha, o Jota Paulo e o Gabriel Nogueira. O Gilson Rebelo, que hoje está no grupo Comunidade, aqui em Brasília, foi outro da redação daqueles tempos.

Com Bill emplaquei duas matérias: uma sobre as mulheres que iniciaram o embarque nas plataformas de petróleo, na Bacia de Campos. Quebrou-se, naquela época, enorme tabu. Os homens resistiram o quanto puderam a essa libertação feminina. A outra foi sobre as fazendas de Quissamã, com fotos de Rômulo Campos, um grande parceiro dos tempos de Macaé.

Muitos e bons conselhos recebi de Bill. Como a profissão é muito complicada. Hoje você pode ser tratado como um excelente jornalista e, amanhã, lhe passam uma rasteira. Mas, Bill ficou no periódico da família Mesquita por 24 anos. De lá, foi ganhar a vida na Assessoria de Imprensa da Esso do Brasil, e deu maior dinamismo ao Prêmio Esso, um dos mais importantes do país.

E, hoje (19 de fevereiro), ao folhear o Correio Braziliense, fixei-me no obituário. Guilherme Duncan não está mais conosco. Faleceu no Rio e foi sepultado no Campo da Paz, em Campos dos Goytacazes. Há tempos vinha lutando contra um câncer no intestino. Depois, passo pelo O Globo e a notícia da morte de Bill está num canto do jornal. Deixo aqui o meu pesar a Cláudia Márcia Aquino de Azevedo Miranda, aos seus três filhos e seis netos.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , ,

3 Respostas to “Adeus, Bill!!!”

  1. Gina filha do Bill Says:

    Como ele era especial e querido!!!
    Sinto orgulho em ler tudo sobre meu pai, um homem sábio, guerreiro generoso, amigo e muito carinhoso.
    Te amo pai!!!
    Sua filha

    • Roberto Cordeiro Says:

      OI.
      Embora não a conheça, recebe meu fraterno voto de pesar. Gostaria que transmitisse a toda sua família. O post no blog Diário de Bordo foi uma justa homenagem a este profissional bastante querido.
      De minha parte, lamento não ter podido ter um maior tempo de convivência com ele. Mas isso é questão da correria de nossa profissão.
      Sou de Miracema (RJ) e formei em jornalismo na FAFIC.
      Fraterno abraço.
      Roberto Cordeiro

  2. Gina (filha do Bill) Says:

    Obrigada mais uma vez, sua missa será realizada na Capela do Colégio Auxiliadora no Domingo dia 01/03 as 18:00h em Campos.
    Abraços
    Gina e família

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: