Morre Marcito

 
Marcito morreu ontem (3) no Rio de Janeiro (foto arquivo pessoal MMA)

Marcito morreu ontem (3) no Rio de Janeiro (foto arquivo pessoal MMA)

Morreu ontem (3) o jornalista e ex-deputado federal Márcio Moreira Alves. Aqui em Brasília, na redação da sucursal dO Globo, tive um bom convívio com Marcito, profissional que me espelhei durante minha passagem pela redação do diário carioca. Não fui próximo dele, mas os contatos que mantivemos neste período deixa-me uma excelente lembrança. Rendo aqui as minhas homenagens a ele.

 

Morre o jornalista e ex-deputado Márcio Moreira Alves

Vladimir Platonow Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O jornalista e ex-deputado federal Márcio Moreira Alves morreu hoje (3), aos 72 anos, após um longo período de internação. Segundo a assessoria do Hospital Samaritano, sua morte foi diagnosticada às 18h25, devido à falência múltipla dos órgãos, insuficiência renal e respiratória. Ele estava internado há cinco meses, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).

De acordo com a assessoria, o velório de Márcio Moreira Alves será na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O corpo será cremado amanhã (4), no Cemitério do Caju.

Um discurso do então deputado federal Márcio Moreira Alves foi apontado como o motivo do Ato Institucional 5, o chamado AI 5, que determinou em 13 de dezembro de 1968 o fechamento do Congresso, a cassação de parlamentares, a suspensão dos direitos políticos por dez anos e o endurecimento do regime militar contra a oposição.

No dia 2 de setembro daquele ano, ele subiu à tribuna da Câmara e proferiu um enérgico discurso contra a repressão que os militares vinham empreendendo em diversas universidades. Dias antes, em 30 de agosto, havia sido fechada a Universidade Federal de Minas Gerais e invadida a Universidade de Brasília.

Em protesto contra as atrocidades do regime, Márcio Moreira Alves incitou o povo a não participar dos festejos do 7 de Setembro, irritando os militares.

“As cúpulas militaristas procuram explorar o sentimento profundo de patriotismo do povo e pedirão aos colégios que desfilem junto com os algozes dos estudantes. Seria necessário que cada pai, cada mãe, se compenetrasse de que a presença dos seus filhos nesse desfile é o auxílio aos carrascos que os espancam e os metralham nas ruas. Portanto, que cada um boicote esse desfile”, disse em um trecho do histórico discurso.

Mas o trecho que mais irritou os militares foi o pedido específico feito às mulheres: “Esse boicote pode passar também, sempre falando de mulheres, às moças. Aquelas que dançam com cadetes e namoram jovens oficiais. Seria preciso fazer hoje, no Brasil, que as mulheres de 1968 repetissem as paulistas da Guerra dos Emboabas e recusassem a entrada à porta de sua casa àqueles que vilipendiam-nas. Recusassem aceitar aqueles que silenciam e, portanto, se acumpliciam.”

Como resultado, os militares pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 12 de outubro, a cassação de Moreira Alves. O STF enviou à Câmara pedido de licença para processar o deputado.

Em 12 de dezembro, o plenário rejeitou por 75 votos de diferença a licença para processar o parlamentar. Um dia depois, o Brasil entrou em um dos seus períodos mais negros de repressão e crimes contra os direitos humanos.

Moreira Alves foi cassado e obrigado a seguir para o exílio, passando pelo Chile, Cuba, França e Portugal. Voltou ao Brasil 11 anos depois, em setembro de 1979, com a anistia política. Tentou retornar à carreira parlamentar, sem sucesso, e voltou às suas origens, o jornalismo, onde permaneceu como um dos mais importantes comentaristas políticos do país, mantendo uma coluna diária no jornal O Globo durante dez anos.

Anúncios

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Morre Marcito”

  1. bruno leite Says:

    O Brasil perdeu um de seus melhores jornalistas e um grande apaixonado por nossa brava gente brasileira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: