Archive for the ‘judiciário’ Category

Na cueca

outubro 7, 2009

hadad em coletiva

Há dias acompanho essa história do desvio de cadernos das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). E me vem à cabeça aquela frase do Darcy Ribeiro: o professor faz de conta que ensina e o aluno faz de conta que aprende. É mais ou menos assim. No final, todos são aprovados com louvor (isso é minha conclusão). Vivemos num país do faz de conta. E, algumas pessoas ainda mantêm a máxima da farinha pouca, meu pirão primeiro.

(more…)

Anúncios

A herança dos cartórios

setembro 30, 2009

cartórios

Dia desses conversava com um amigo aqui em Brasília. Ele me contou uma história que se passou com uma pessoa de seu círculo de amizade. Tratava-se do seguinte: o tal amigo herdou um cartório em Taguatinga, nas imediações do Plano Piloto. O posto de titular lhe caiu ao colo após o Poder Judiciário local ter afastado o antecessor por ausência ao posto ou negligência, não me recordo a justificativa correta. À frente da administração, o tabelião passou a faturar cerca de R$ 70 mil e, em pouco tempo, projetava renda mensal de R$ 100 mil. Algo que nenhum cidadão em perfeita consciência rejeitaria.

(more…)

No boteco do Zé

setembro 18, 2009

mucioetofoli

Enquanto em Brasília, o presidente Lula arrumou dois empregos fixos para os ex-ministros José Múcio e José Antônio Tófoli, nos bastidores da Prefeitura de Santo Antônio de Pádua, interior fluminense, a ordem do dia é a demissão de 350 trabalhadores. O assunto saiu das paredes do poder municipal e já se comenta nos botecos da cidade.

(more…)

Suprema confusão

setembro 16, 2009

O eleitor deve estar ainda refletindo sobre a decisão recente do ministro e poeta Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspende as ações em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que julgam governadores, senadores e deputados federais. O mais estranho é que tal medida só aconteceu depois que o TSE atendeu Roseana Sarney, a filha do presidente do Senado, José Sarney, e a devolveu ao trono no Palácio dos Leões.

(more…)

Triplo homicídio

setembro 1, 2009

José guilherme villela

Brasília está chocada com o triplo homicídio ocorrido na SQS 113 Sul. No fim de semana, foram assassinados a facadas – segundo relevou a Polícia Civil – o advogado e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) José Guilherme Villela, a mulher dele Maria Villela e a empregada do casal Francisca.  Com 73 anos, José Guilherme era bastante conceituado na cidade. O mais estranho – de acordo com as informações policiais – é que os assassinos não arrombaram o apartamento, ou seja, tiveram acesso ao local por serem conhecidos das vítimas. Levaram joias da família.

O ministro do STF Marco Aurélio Mello, que já presidiu o Supremo e o TSE, além do presidente da OAB, Cezar Britto, pediram urgência nas investigações que estão a cargo da 2ª DP. Mineiro da cidade de Manhuaçu, Villela chegou em Brasília nos anos 60. Foi procurador do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TC-DF), e, já na década de 80, ministro do TSE. Como advogado, atuou no caso Collor em 1992, e, recentemente, no processo do mensalão.

Ainda nesta terça-feira (1º), morre o ministro do STF Carlos Alberto Menezes Direito. O ministro estava internado há dias num hospital no Rio com problemas no pâncreas. Menezes Direito foi ministro do STJ, onde chegou pelas mãos do ministro Waldemar Zveiter. Ele foi presidente da Casa da Moeda e secretário de Educação do Estado do Rio. Estava no Supremo desde 2007.

A bola da vez

agosto 12, 2009

edirlula

A partir do momento em que as denúncias no Senado começam a ser arquivadas e tornam-se mais distantes as punições aos culpados pelos desmandos, a mídia tupiniquim procura a “bola da vez”.  Ou seja, sai à cata de assunto “escandaloso” que mude o foco do noticiário. Na prática, isso deve ser recebido com louvor pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e sua tropa de choque.

(more…)

Dácio, o competente!

agosto 1, 2009

osiguais

Teria o desembargador Dácio Vieira, do TJ-DF, competência para conceder liminar em favor de Fernando Sarney – filho do senador Sarney – para estabelecer censura ao jornal O Estado de S. Paulo? A foto acima mostra que sim. Ex-funcionário do Senado Federal, Dácio Vieira já foi candidato ao cargo de ministro do STJ. Levou bomba por três oportunidades.

(more…)

Maconha

julho 31, 2009

maconha

Mais uma foto inusitada. A PM de Alagoas descobriu uma plantação de maconha durante uma operação realizada na zona rural de Santana do Ipanema (AL). Cerca de dez mil pés da erva foram apreendidos e uma pessoa foi presa. A erva foi transportada em viaturas da própria polícia. De acordo com o promotor Luiz Tenório, a ação  envolveu o Centro de Inteligência do 7º Batalhão da Polícia Militar, que investigou a plantação durante 15 dias.

O proprietário do sítio, de 62 anos, estava no local e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia, onde confessou que era dono da plantação. Pela quantidade apreendida, segundo o promotor, a droga seria distribuída para traficantes da região.

Segundo a Secretaria de Defesa Social de Alagoas, em gravação feita pela polícia, é possível ouvir o depoimento do dono da plantação. “Sou nascido e criado neste sítio. Sempre plantei milho, feijão. Pra ver se eu conseguia controlar mais os problemas de dinheiro, eu fiz essa burrice.”

Impagável

julho 29, 2009

oieclaro
De vez em quando o governo federal produz fato que é bem difícil ao cidadão entender. O Ministério da Justiça colocou as operadoras Oi/BrsilTelecom e Claro na alça de mira que deve resultar em multa de R$ 300 milhões. É algo impagável. A ação se deve ao descumprimento às regras da Lei do Call Center e consiste em iniciativa do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, ligado ao Ministério da Justiça. Com frequência, empresas são multadas sem que tenhamos notícias sobre o pagamento destas multas.

(more…)

Os conflitos

julho 20, 2009

Fachada do Palácio dos Leões, sede do governo do Estado do Maranhão

Fachada do Palácio dos Leões, sede do governo do Estado do Maranhão

Neste País prevalece a máxima: o Poder Judiciário só vê aquilo que é conveniente. Senão, observamos os últimos acontecimentos ocorridos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou os mandatos dos governadores Cássio Cunha Lima (Paraíba), Jackson Lago (Maranhão) e Marcelo Miranda (Tocantins). O ato intervencionista do TSE frustra o eleitorado que em maioria esmagadora escolheu estes políticos.

A situação se complica quando aqueles políticos alçados aos palácios em substituições aos afastados também têm fichas-sujas. O mais importante exemplo vem do Maranhão. A atual governadora Roseana Sarney é motivo de processo pela mesma artimanha que condenou Lago. Porém, este caso específico caiu no “buraco negro” ou no “esquecimento”. Isso sinaliza para a população a parcialidade.

Se o tribunal estivesse julgando de modo sério teria procedido da seguinte maneira: colocar num mesmo procedimento todos os casos. Ou seja, aquelas acusações levantadas contra todos os candidatos. Com isso, se faria justiça, ou evitaria colocar no poder um governador ilegítimo. Vejam o mar de lama no Maranhão. Muita sujeira.