Posts Tagged ‘Aécio Neves’

O fio da navalha

março 2, 2009
Dilma, a sombra de Lula, tenta colar na imagem do presidente (foto marcelo Casal Jr./ ABr.)

Dilma, a sombra de Lula, tenta colar na imagem do presidente (foto Marcelo Casal Jr./ ABr.)

Os partidos de oposição (se é que existem!) estão literalmente no fio da navalha. Tudo porque a reação contra a campanha antecipada da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) pode inflar a candidatura da preferida do presidente Lula. De acordo com os marqueteiros e analistas políticos de plantão, os ataques à senhora Rousseff rende-lhe mídia espontânea. É aquele antigo ditado: se ficar o bicho pega e se correr o bicho come.

De qualquer maneira, o TSE pediu informações a Lula e Rousseff sobre representação do PSDB e do DEM. A exposição da ministra tenta colá-la à imagem do chefe palaciano. A dúvida é saber se tal artifício pode render votos nas eleições de 2010. O governador de São Paulo, José Serra, acha que sim. O mesmo pensamento do governador de Minas Gerais, Aécio Neves. As manifestações de contrariedade destes políticos partem de auxiliares próximos.

A mídia tupiniquim – fechada com Serra ou Aécio – se articula para continuar  segurando nas tetas do governo. O orçamento publicitário é a salvação para muitos em época de vacas magras. Entre a população existe sentimento de que não deveria existir recursos públicos para tais campanhas. Percebo que se trata de um “ralo” por onde sai o dinheiro do contribuinte para irrigar a mídia.

A lição das urnas em 2008

outubro 28, 2008

Apesar de tentar desvincular os resultados das eleições municipais ocorridas neste mês de outubro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva me parece consciente que as respostas advindas das urnas eletrônicas já traçam perfis de eventuais aliados e opositores na briga pela Presidência da República em 2010. Lula, quando tenta separar os dois momentos eleitorais – 2008 e 2010 – usa como um dos argumentos o fato de que o eleitor centralizou as discussões nas questões locais.

Mas, justamente, a partir daí que se amplificam os problemas. Os municípios dependem em maior escala da União. E os prefeitos eleitos – e muitos reeleitos – com certeza terão poder de influir no direcionamento dos votos dentro de dois anos. E por qual razão tenho esta leitura? Porque o presidente Lula – até o cenário atual – não poderá disputar mais um mandato, embora haja articulações neste sentido ou até mesmo para permitir mais dois anos de mandato para ele, o que beneficiaria outros políticos.

(more…)

Rosinha vence em Campos

outubro 27, 2008

A ex-governadora Rosinha Garotinho bateu o deputado federal Arnaldo Vianna na disputa, em segundo turno, pela Prefeitura de Campos dos Goytacazes, norte do estado do Rio. Rosinha obteve 135.955 votos, equivalentes a 54,47% dos votos válidos.

A partir de janeiro de 2009, a futura prefeita terá um salário de R$ 23 mil aprovado ainda este ano pela Câmara de Vereadores.

(more…)

É hoje o dia

outubro 5, 2008

Os 128,8 milhões de eleitores que vão as urnas neste domingo (5) – exceto Distrito Federal e Fernando de Noronha – têm uma enorme responsabilidade. Em disputa, 5.563 prefeituras e 52.137 vagas nas Câmaras de Vereadores. A Justiça Eleitoral informa que em 82% dos municípios, os vencedores devem ser conhecidos até as 22h. Ou seja, cinco horas após o término da votação, a população saberá quem ganhou para administrar a maioria das cidades, bem como as composições das Câmaras.

(more…)

Acaba o horário eleitoral

outubro 3, 2008

Na reta final das eleições municipais, o brasileiro se vê livre do horário eleitoral gratuito (nem tão gratuito assim, pois a conta é paga pelo contribuinte). Somente em algumas cidades, em que haverá o segundo turno para Prefeito, é que a propaganda será retomada. Porém, a população está livre dos bizarros candidatos com propostas mirabolantes e nomes exóticos, para não dizer coisa pior.

(more…)

O poste e o Estado espião

setembro 1, 2008

Inicio o mês de setembro com dois temas bastante polêmicos. O primeiro deles diz respeito à pesquisa de opinião pública. Às vésperas das eleições, os números divulgados na virada de agosto mostram impressionante reviravolta na política mineira, mais especificamente na campanha à sucessão do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT). Márcio Lacerda (PSB), com apoio de Pimentel e do governador Aécio Neves (PSDB) teve uma subida avassaladora. Saiu dos 10% da intenção de voto para 40%.

(more…)