Posts Tagged ‘campanha eleitoral’

Suprema confusão

setembro 16, 2009

O eleitor deve estar ainda refletindo sobre a decisão recente do ministro e poeta Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspende as ações em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que julgam governadores, senadores e deputados federais. O mais estranho é que tal medida só aconteceu depois que o TSE atendeu Roseana Sarney, a filha do presidente do Senado, José Sarney, e a devolveu ao trono no Palácio dos Leões.

(more…)

Anúncios

Esqueceram o passado!

julho 15, 2009

a foto

Fernando Collor de Melo e Luiz Inácio Lula da Silva se encontraram em Palmeira dos Índios, Alagoas, quase duas décadas após Collor ter sido eleito presidente da República numa campanha bastante questionada pelo adversário Lula. Mais light, o senador Collor tem mostrado um excelente interlocutor na política brasiliense e foi merecedor, incluindo também o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) no mesmo saco, dos elogios do antigo adversário.

A foto de Hélvio Romero (AE), à disposição na internet, mostra dois políticos que já esqueceram o passado. O mesmo procedimento ocorre com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Adversários no passado, hoje Sarney e Lula andam em lua de mel. Coisas da política.

A chance de mudar

outubro 2, 2008

O eleitor tem quatro dias de prazo para decidir em quem votar no próximo domingo (5). Na grande maioria das cidades brasileiras, a chance de mudar ocorrerá num único dia. Isso é muito importante e deve merecer uma reflexão mais profunda do (e) leitor brasileiro. Ainda habita na memória a campanha chata da Justiça Eleitoral que buscou colocar na cabeça do cidadão que a escolha errada vai significar quatro anos de atrasos, desmandos, ou coisas desse tipo.

Ato contínuo, a campanha seguiu dando mostras de que o voto é inviolável. Portanto, apenas o votante saberá em qual candidato fez a aposta de melhoria do destino de sua cidade. Aquele período em que o “candidato” tinha o controle do voto acabou faz muito tempo. Mas, infelizmente, nesse País ainda é grande o número de pessoas que trocam o voto por vantagens pessoais. Seja ela um milheiro de tijolos, uma dentadura nova, ou a promessa de emprego. É lastimável.

(more…)