Posts Tagged ‘cão labrador’

O barro do cão

fevereiro 7, 2009

Para um marinheiro de primeira viagem, Waldick – o cão labrador – me surpreendeu. Acho que ele quer invadir a casa do vizinho. Está comendo a parede. Já fez um buraco que tirou parte do reboco, chegou ao tijolo e não sei o que fazer para que o nosso cão tenha um comportamento diferente. Sugeriram a leitura do livro Marley & Eu, que deu origem ao filme de mesmo nome.

Não penso deste modo. Acho que não existe fórmula para se lidar com humanos e animais. Todos nos surpreendem! Não acham? Claro que são enormes as chances do labrador – pode ser o Waldick, o Marley ou outro cachorro de qualquer nome – macho ou fêmea – de não encontrarmos a fórmula mágica que afaste-os das paredes ou de cavar buracos no chão.

O vizinho que faz divisa com a nossa casa tem uma cadela da raça labrador que passou pela mesma vontade de comer a parede. O reboco da casa…. Eliana – minha patroa – diz que há um remédio para isso. Pensei passar pimenta malagueta no barro. Não sei se é a melhor solução. Estabelecer limites ou não, Waldick é tratado como um cão.

Anúncios

2009, o ano que se inicia!

dezembro 31, 2008
Tico - o belga canário - deseja um feliz 2009 a todos

Tico - o belga canário - deseja um feliz 2009 a todos

O ano velho termina com duas missões que não consegui cumprir: comprar o volume 1 de “O coração do homem-bomba”, de Zeca Baleiro, e dar de presente a Eliana – a minha patroa – o livro “Marley & Eu”. Aqui em Brasília os dois produtos estão esgotados. O cd do Zeca talvez consiga no Rio, para onde me transfiro em fim de férias a partir de 1º de janeiro de 2009. O livro ficará para o regresso.

(more…)

A maratona da mudança

novembro 19, 2008

Estou muito chato. Reconheço. Mas, continuo com um tema recorrente e que deve servir de lição ou como conselho para os leitores que mudam de endereço, seja para um apartamento ou uma casa. No relato último falei das dificuldades para mudar linha telefônica, TV por assinatura e internet. Nesta quarta-feira (19), acabei tendo surpresas desagradáveis.

(more…)

Desplugados!!!

novembro 18, 2008

Estamos distante do mundo moderno. Parece que demos uma volta ao tempo e retornamos ao período onde a tecnologia não existia. No início do século passado, telefone era coisa difícil. Artigo de luxo. Internet, nem pensar. É exatamente assim que estamos sentindo no novo endereço. E ninguém resolve. A BrasilTelecom – operadora aqui do DF – recebeu solicitação de mudança ou transferência da linha telefônica para o novo endereço. Estamos há uma semana sem telefone. E a empresa não tem informação sobre quando passaremos a contar com o serviço.

(more…)

Transtornos

novembro 17, 2008

Tentei um fim de semana mais calmo. Não foi possível. A Net não religou os pontos da televisão. Fiquei sem internet e fui obrigado a assistir Fluminense e Portuguesa num barzinho – pé sujo – perto da nova casa. Entre caixas e mais caixas de roupas, panelas, pratos, facas, garfos, estava perdido.

(more…)

A mudança

novembro 14, 2008
Ilustração de Catarina Catão

Ilustração de Catarina Catão

Mudar deveria ser uma coisa bastante agradável. Novos ares. Novos conhecimentos. Mas, para este jornalista, mudar é um transtorno. E estou muito transtornado nestes últimos dias. Tudo acontece porque moro de aluguel e o proprietário pediu o imóvel. É o direito dele. Inclusive, tentou vender o apartamento dando-me preferência. Acontece que, para assumir um financiamento, é tarefa bastante difícil. Os bancos estão cobrando um absurdo de prestação. E, como jornalista ganha pouco, mas se diverte!!!

(more…)