Posts Tagged ‘José Renato Padilha’

Os Padilha vs. Os Mansur

outubro 7, 2008

A não ser que surja uma terceira via em 2012, a eleição em Santo Antônio de Pádua, norte do estado do Rio, continuará nas mãos de uma mesma família. É interessante a análise do quadro eleitoral em 2004 e em 2008. Se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmar, no fim do ano, como válida a candidatura de José Renato Padilha (PDMB), podemos dizer que o feudo eleitoral permanece no mesmo patamar da eleição em 2004, vencida por Luís Fernando Padilha Leite.

(more…)

Anúncios

O tapetão

outubro 7, 2008

Em Brasília, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Brito, informa: as eleições nos municípios com candidaturas sub judice somente serão concluídas em dezembro de 2008, ou seja, às vésperas da posse dos novos ou antigos prefeitos e vereadores. Esse é o tempo que o TSE estima para concluir o julgamento de todas as candidaturas que foram parar nas barras do tribunal.

(more…)

Capitania hereditária

outubro 6, 2008

Estamos dando uma volta ao tempo. Parece que vivemos a era das capitanias hereditárias onde as terras eram repassadas de pai para filho. Santo Antônio de Pádua, no norte do estado do Rio está neste período. Hoje (6), dia seguinte às eleições, o dono da capitania, Luís Fernando Padilha Leite (o prefeito), foi à Rádio Feliz para agradecer os mais de 12 mil votos para José Renato Padilha. Ele, o Nando, reafirmou que até quarta-feira (8) o impasse será resolvido.

(more…)

Os 16.021 votos. E Maria Dib perdeu!

outubro 6, 2008

Santo Antônio de Pádua tem 31.283 eleitores, sendo que 10.074 votaram em Maria Dib (PP). A confusão persiste: 16.021 votos estão contabilizados como nulos. São suficientes para eleger o sucessor de Luís Fernando Padilha Leite, o atual prefeito da oligarquia de duas décadas.

Como o PT de José Alcino Cosendey não fez nenhum vereador, entende-se que entre estes 16.021 votos estão aqueles que elegeram José Renato Padilha.

A pressão é total na juíza eleitoral. Muita negociação neste momento. Ela deve abrir a apuração e, pelo visto, Zé Renato vencerá. E como ficam os sítios que anunciaram um resultado parcial? Um vexame eleitoral? Vale o peso do dinheiro.

E o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Brito, apareceu, finalmente, na telinha para justificar os problemas na apuração. O descompasso é enorme entre os atos e os fatos.

E São Luís terá segundo turno entre João Castelo e Flávio Dino. Haja fôlego!

Zequinha Pimentão

outubro 5, 2008

Candidato à vice-prefeito de Santo Antônio de Pádua, no norte do estado do Rio, Zequinha Pimentão foi substituído pelo vereador Ralph Kezen. A notícia provocou uma revolução nesta cidade com 40.145 habitantes. Querem impugnar a candidatura de José Renato Padilha (PMDB), da situação. Soube por fontes seguras que houve um foguetório. Maria Dib (11) estaria comemorando antes do prazo.

(more…)

O voto

outubro 4, 2008

O brasileiro vai escolher neste domingo (5) quem melhor pode representá-lo no comando de sua cidade. Nos municípios onde haverá eleições – a única exceção é o Distrito Federal – o sábado (4) deve ser de muita articulação. Na reta final, os candidatos buscam o último ar para respirar mais aliviado após o término da apuração.

Por este motivo, o eleitor deve permanecer bastante atento. Aquele que ainda está indeciso – e a quantidade de indecisos é enorme – o conselho que se dá é para que compareça ao local de votação e escolha o candidato a Prefeito. Se não tiver optado por este ou aquele postulante à Câmara de Vereadores, vote no partido que apresentou a melhor proposta. Mas, não deixe de votar.

(more…)

Acaba o horário eleitoral

outubro 3, 2008

Na reta final das eleições municipais, o brasileiro se vê livre do horário eleitoral gratuito (nem tão gratuito assim, pois a conta é paga pelo contribuinte). Somente em algumas cidades, em que haverá o segundo turno para Prefeito, é que a propaganda será retomada. Porém, a população está livre dos bizarros candidatos com propostas mirabolantes e nomes exóticos, para não dizer coisa pior.

(more…)

A chance de mudar

outubro 2, 2008

O eleitor tem quatro dias de prazo para decidir em quem votar no próximo domingo (5). Na grande maioria das cidades brasileiras, a chance de mudar ocorrerá num único dia. Isso é muito importante e deve merecer uma reflexão mais profunda do (e) leitor brasileiro. Ainda habita na memória a campanha chata da Justiça Eleitoral que buscou colocar na cabeça do cidadão que a escolha errada vai significar quatro anos de atrasos, desmandos, ou coisas desse tipo.

Ato contínuo, a campanha seguiu dando mostras de que o voto é inviolável. Portanto, apenas o votante saberá em qual candidato fez a aposta de melhoria do destino de sua cidade. Aquele período em que o “candidato” tinha o controle do voto acabou faz muito tempo. Mas, infelizmente, nesse País ainda é grande o número de pessoas que trocam o voto por vantagens pessoais. Seja ela um milheiro de tijolos, uma dentadura nova, ou a promessa de emprego. É lastimável.

(more…)

Votar é mudar

setembro 27, 2008

Certa vez eu tive um sonho. E hoje está próximo de se realizar. Era o sonho da mudança. De algo mais concreto. De sair de uma submissão infinita. De explodir todas as amarras que controlam os destinos de um povo que vai ficar cara a cara com a urna eletrônica. O sonho de dar um basta nestes anos de desmando pode estar perto. Então, a transformação pode vir por meio do voto que cada um dos milhões de eleitores depositará na urna eletrônica.

(more…)

A mudança pelo voto (Parte 3)

setembro 19, 2008

Dona Creusa, a minha mãe – mora em Santo Antônio de Pádua (RJ) -, não está entendendo a movimentação política nesta cidade do interior fluminense. Com três candidatos à sucessão do prefeito Luís Fernando Padilha Leite, o Nando, ela me conta sobre a confusão das pesquisas. Cada partido informa que o respectivo candidato irá vencer. Por conta das tais pesquisas, a Justiça Eleitoral teria agido contra uma emissora de rádio FM que pertence à família de Michel Mansur, que tem como candidata Maria Dib (11) ao cargo máximo do Poder Executivo municipal.

(more…)