Posts Tagged ‘José Serra’

Uma pá de cal

setembro 3, 2009

lulapresal

As articulações políticas em Brasília apontam para os projetos do governo Lula enviados ao Congresso Nacional que tratam do marco regulatório da exploração petrolífera na chamada área do pré-sal. O regime de urgência imprimido pelo governo federal para aprovação das matérias irritou os partidos políticos e a chiaderia foi geral. Com isso, Lula está sendo forçado a mudar o procedimento e deixar que os projetos tenham tramitação normal.

(more…)

Os royalties do pré-sal

agosto 31, 2009
Hartung, Cabral, Lula e Serra após reunião em Brasília (foto Ricardo Stuckert/PR)

Hartung, Cabral, Lula e Serra após reunião em Brasília (foto Ricardo Stuckert/PR)

Numa primeira leitura da reunião que aconteceu ontem (30) entre o presidente Lula e os governadores Sérgio Cabral (Rio), José Serra (São Paulo) e Paulo Hartung (Espírito Santo), o governo não mudará a fórmula de distribuição dos royalties do petróleo nos blocos do pré-sal. Na prática, venceram os governadores que contarão com mais dinheiro nos cofres estaduais. E as prefeituras também serão beneficiadas.

Na manhã desta segunda-feira (31), em reunião aqui em Brasília, Lula apresentou as diretrizes para ministros e parlamentares que integram o Conselho Político, em reunião, no Centro Cultural Banco do Brasil. Às 14h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Lula dará a grande festa, quando pretende apresentar oficialmente as regras para a exploração do petróleo destes blocos.

Desde então, os partidos que fazem oposição ao governo tentam enquadrar Lula naquilo que diz respeito ao uso político da medida. Enxergam que o Palácio do Planalto, com a festança, pretende inflar a candidatura da ministra Dilma Rousseff.

Já o PV teve motivo para comemorar. A senadora Marina Silva se filiou ao partido em cerimônia com pompa ocorrida em São Paulo. Na foto, Marina aparece com Zequinha Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney. É o clã tentando cercar por todos os lados a participação no próximo governo.

Obama, “remédio” para o Brasil

fevereiro 3, 2009
Brasileiros acham que Obama será positivo para o Brasil

Brasileiros acham que Obama será positivo para o Brasil

Acaba de sair do forno pesquisa CNT/Sensus com 2 mil entrevistas em 136 cidades brasileiras das cinco regiões (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul) feita entre os dias 26 e 30 de janeiro. O trabalho sob encomenda da Confederação Nacional de Transporte (CNT) traz a primeira avaliação da população brasileira sobre o presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein Obama.

A indagação foi: em sua opinião, Barack Obama, como presidente dos Estados Unidos, vai ser positivo para o Brasil (72,8%), indiferente (10,6%), negativo (4,1%) ou não sabem ou não responderam (12,6%). O resultado impressiona: 28% dos entrevistados assistiram à cerimônia de posse de Obama e 51,8% assistiram em parte a solenidade. Isso mostra que o cidadão brasileiro está ligado naquilo que pode ocorrer, além dos seus reflexos nos Estados Unidos e respectiva influência no Brasil e no mundo.

O documento completo está no CNT. A referida pesquisa mostra também que a população quer manter o presidente Lula no poder. Ou seja, uma indagação espontânea sobre em qual candidato votaria se a eleição fosse hoje teve o seguinte resultado: 21,3% Lula; 8,7% José Serra; 3,9% Aécio Neves; 2,5% Dilma Rousseff. Com Lula fora do páreo, o tucano Serra bate os outros candidatos.

A conclusão que se chega: pelo cenário atual, sem qualquer acidente de percurso e não havendo um nome novo e mais palpitante, José Serra será o sucessor de Lula na Presidência da República. O PT só manteria o poder se fosse modificada a legislação e, deste modo, permitisse mais uma disputa de Lula. Dilma é estranha no páreo e, mesmo a exposição a qual foi submwetida permitiu uma melhora no índice de popularidade.

A lição das urnas em 2008

outubro 28, 2008

Apesar de tentar desvincular os resultados das eleições municipais ocorridas neste mês de outubro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva me parece consciente que as respostas advindas das urnas eletrônicas já traçam perfis de eventuais aliados e opositores na briga pela Presidência da República em 2010. Lula, quando tenta separar os dois momentos eleitorais – 2008 e 2010 – usa como um dos argumentos o fato de que o eleitor centralizou as discussões nas questões locais.

Mas, justamente, a partir daí que se amplificam os problemas. Os municípios dependem em maior escala da União. E os prefeitos eleitos – e muitos reeleitos – com certeza terão poder de influir no direcionamento dos votos dentro de dois anos. E por qual razão tenho esta leitura? Porque o presidente Lula – até o cenário atual – não poderá disputar mais um mandato, embora haja articulações neste sentido ou até mesmo para permitir mais dois anos de mandato para ele, o que beneficiaria outros políticos.

(more…)

O jogo de xadrez

junho 17, 2008

As eleições no Rio de Janeiro transformaram-se numa espécie de jogo de xadrez. Todos contra o Bispo… Ou melhor, todos contra o senador Marcelo Crivela que, aliás, não conheço e não votaria nele, mesmo que fosse eleitor aí no Rio. A disputa assume contornos graves. Enquanto o “rei” passeia pelo tabuleiro europeu, outras peças se movimentam para tirar o bispo do jogo. A rainha se protege. As torres esperam o momento de ataque. E os peões se envolvem no tiroteio. (more…)