Posts Tagged ‘Operação Satiagraha’

O grampo

março 10, 2009

veja1

Há algo esquisito na questão do “grampo” das personalidades políticas brasileiras. Na semana em que a CPI ia ser “sepultada” a revista Veja estampa uma reportagem sobre os tentáculos da Operação Satiagraha e coloca o delegado Protógenes Queiroz como principal personagem deste enredo. Protógenes – na esteira das investigações contra o banqueiro Daniel Dantas – teria captado conversas de outros cidadãos que não eram motivo da investigação.

A escuta clandestina mereceu a indignação dos políticos. O objetivo foi conseguido: a CPI dos grampos conseguiu mais dois meses de sobrevida. O delegado colocou em seu blog uma resposta veemente contra a revista. Devemos aguardar os desdobramentos desta intrincada novela.

Anúncios

Chamem Bond, James Bond…

setembro 22, 2008

A Folha de S. Paulo traz matéria sobre as dificuldades dos peritos da Polícia Federal de quebrarem os códigos dos discos rígidos apreendidos no apartamento do banqueiro Daniel Dantas, no Rio. Parece que até a última sexta-feira, os agentes não tinham conseguido desvendar os códigos que permitem terem acessos aos arquivos que se encontram armazenados.

(more…)

As 3 forças

setembro 14, 2008

Veja revelou o grampo, IstoÉ mostrou o grampeador e Época traz reportagem sobre a participação de militares no Operação Satiagraha. Assim, busca-se ampliar a cobertura com detalhes dos bastidores das investigações. E os porões de Brasília devem ter muito mais histórias do que estas que foram reveladas até o momento.

Na linha de furos, a Veja saiu com a publicação de diálogo que fora gravado pelos integrantes do núcleo da Satiagraha. Isso provocou uma onda de protestos e, como conseqüência, uma mudança no comando da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Ato contínuo, IstoÉ veio com uma capa explosiva. Mostrou que o “araponga” Francisco Ambrósio agiu na análise dos documentos produzidos no QG da malfadada operação. Pôs lenha na fogueira e, neste fim de semana, a mesma revista anuncia na capa entrevista com Ambrósio.

Restou à revista Época – nesta freqüente corrida para revelar as novidades – apresentar a participação de militares na mesma Satiagraha, fato já negado pelos oficiais de alto coturno. A participação seria na terra, no mar e no ar: ou seja, Exército, Marinha e Aeronáutica.

De tudo que rolou até o momento, as investigações conseguiram, até onde se tem conhecimento, quebrar o Opportunity – braço financeiro de Daniel Dantas. As mesmas notícias publicadas nos jornais dão conta da movimentação no sentido de passar o banco adiante. Mas, o Ministério público deve estar agindo. Isso pode ser pauta para uma próxima capa das semanais.

Ainda Dantas

setembro 10, 2008

Daniel Dantas, o banqueiro, continua provocando estragos na República. Por conta da mal-sucedida investigação da equipe de Protógenes Queiroz, a Operação Satiagraha corre risco de um enterro de indigente. Isso porque houve espionagem de arapongas do extinto Serviço Nacional de Informação que fizeram de escutas irregulares que flagraram metade da República.

(more…)

Escuta federal

julho 18, 2008

Um dito popular recomenda que o ataque é a melhor defesa. Chamuscado com os resultados da Operação Satiagraha, o governo federal resolveu partir para cima do delegado Protógenes Queiroz e divulgou ontem (17 de julho) via Ministério da Justiça trechos da conversa do tira com seus superiores. O fato é inédito. Pela primeira vez na história da República, um papo entre quatro paredes é transferido oficialmente para jornalistas de plantão em Brasília.

(more…)

Jogo de cena

julho 17, 2008

O debate da Operação Satiagraha descambou para o campo político. Parece mais um jogo de xadrez. Todos querendo dar o xeque-mate. Neste jogo de cena pode ser no rei ou na rainha. Os bastidores aqui em Brasília ontem (16 de julho) contaram com muitos jogadores, cada um mexendo as peças neste tabuleiro. A maior jogada partiu do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista no Palácio do Planalto. Lula diz com todas as letras que o delegado Protógenes Queiroz tem “a obrigação moral” de concluir o inquérito policial e encaminhá-lo para o Ministério Público.

(more…)

Algemas da discórdia

julho 15, 2008

Um dos pontos centrais desse debate sobre a “espetacularização” da Operação Satiagraha é exatamente a utilização das algemas contra presos indefesos, coitados. Confesso que por um bom tempo concordei que tal situação era constrangedora. Imagine um engravatado sendo conduzido para a cadeia com um par de argolas nos punhos?  E o ladrão de galinha? Ele também recebe o mesmo tratamento?  Ou seriam dois pesos e duas medidas?

(more…)

A pizza de Dantas

julho 15, 2008


Está sendo preparada nos bastidores do poder uma enorme pizza para servir em comemoração aos desdobramentos da Operação Satiagraha. Ou alguém da República acredita que o banqueiro Daniel Valente Dantas vai surtar e dizer tudo que sabe nesta quarta-feira (16 de julho) ao delegado Protógenes Queiroz e ao procurador Rodrigo de Grandis? Apostos todas as minhas fichas que o advogado Nélio Machado trabalha para adiar o comparecimento de seu cliente à Polícia Federal.

(more…)

O inferno de Dantas ainda não acabou

julho 12, 2008

Solto mediante liminar em habeas corpus concedido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, Daniel Valente Dantas sabe que ainda não pode comemorar a vitória parcial concedida pela Corte Suprema. Ao repórter Lino Rodrigues, de O Globo, no hangar no campo de Marte, em São Paulo, Dantas acusou seus opositores de perseguição política. Mas, ao estilo dos capos, o banqueiro falou mediante acordo de que Lino não gravasse a conversa ou parasse para anotar o rápido bate-papo.

(more…)

A súmula de Mendes

julho 11, 2008

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, de conceder liminar em hábeas corpus para Daniel Valente Dantas, sua irmã Verônica e mais nove auxiliares diretos deve continuar em debate por mais alguns dias. O ponto central das discussões é o fato de o ministro Mendes ter aberto precedente e criado foro privilegiado para Dantas que, até onde se tem conhecimento, não é parlamentar, ministro de Estado, ou algo do gênero que justifique tratamento diferenciado em relação aos demais encarcerados nas prisões brasileiras.

(more…)