Posts Tagged ‘PMDB’

Sadigão ou Perdia?

maio 18, 2009
A Perdigão comprou a Sadia

A Perdigão comprou a Sadia

sadiaO mercado andou questionando sobre qual seria o novo nome resultante da fusão (ou compra) da Perdigão com a Sadia, marcas tradicionais de alimentos do País. Sadigão! Anteciparam os sabichões!!! Perdia, disseram outros marqueteiros de plantão. Nada disso, a nossa empresa vai se chamar Brasil Foods. O anúncio está para sair dentro das próximas horas, ou minutos, quem sabe!

Acredito também que como resultado do acordo os nomes Perdigão e Sadia devem ser mantidos no Brasil e no exterior. Tudo vai depender da conveniência dos negócios que representam receita anual de R$ 22 bilhões. Imaginem a cena daquela vovozinha na padaria querendo presunto Sadia. O atendente Juvenal oferece um produto da Perdigão. Ela vai dizer: Nem a pau, Juvenal!!! Ou se contentará com esta opção?

O certo mesmo é que as fusões são traumáticas. Tanto para os controladores quanto para os funcionários. Sou da opinião que o desemprego é uma das coisas mais desesperadora. Não ter trabalho é deprimente. Como o cidadão colocará comida na casa ou sustentará a si próprio ou à família. Assim aconteceu com a BrasilTelecom  comprada pela Oi (Telemar). Fusão é sinônimo de demissão.

Enquanto isso, o babado forte é a CPI da Petrobras. Os senadores do governo federal bobearam feio. Dormiram no ponto e créuuuuu. O PSDB se articulou e aprovou a CPI que tem por objetivo investigar as operações da maior estatal brasileira. O presidente Lula chiou, mas não adiantou. A base governista deve tentar manter o controle destas investigações. Seria o troco do PMDB contra a tentativa do governo em por ordem no galinheiro da Infraero?

Anúncios

O castelo de Agaciel

março 3, 2009
a mansão de Agaciel avaliada em R$ 5 milhões (foto Lula Marques)

A mansão de Agaciel avaliada em R$ 5 milhões (foto Lula Marques)

Assim como o ex-corregedor da Câmara – deputado Edmar Moreira (aquele que nunca é localizado) – o diretor-geral do Senado Agaciel da Silva Maia não suportou mais um escândalo e deixou o cargo. Tudo porque no fim de semana o jornal Folha de S. Paulo revelou que ele tinha uma mansão no Lago Sul avaliada em R$ 5 milhões. O imóvel não constava da declaração da IR do ex-todo-poderoso Agaciel.

Agaciel foi abatido em pleno voo

Agaciel foi abatido em pleno voo

Se mexerem com outros tantos que ocupam cargos nos três poderes é possível encontrar mais podres. E o pior é que o presidente do Senado, José Sarney – do mesmo PMDB atacado pelo senador Jarbas Vasconcelos (PE) – tentou pôr panos quentes. Transferiu a batata quente para o TCU.

Porém, os partidos de oposição colocaram Agaciel na alça de mira e dispararam tiros certeiros na direção dele. O ex-diretor teria entregue uma carta pedindo para sair e será substituído pelo segundo (ou seja, ficou o adjunto).  Vale tudo em Brasília!