Posts Tagged ‘presidente do Senado’

Suprema confusão

setembro 16, 2009

O eleitor deve estar ainda refletindo sobre a decisão recente do ministro e poeta Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspende as ações em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que julgam governadores, senadores e deputados federais. O mais estranho é que tal medida só aconteceu depois que o TSE atendeu Roseana Sarney, a filha do presidente do Senado, José Sarney, e a devolveu ao trono no Palácio dos Leões.

(more…)

Anúncios

O castelo de Sarney

julho 3, 2009
Mansão do senador Sarney na Pininsula dos Ministros (foto Dida Sampaio)

Mansão do senador Sarney na Pininsula dos Ministros (foto Dida Sampaio)

O escândalo da vez encontra-se estampado nas páginas do jornal O Estado de S. Paulo. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), é proprietário de uma mansão na Península dos Ministros, um dos pontos mais nobres de Brasília, avaliada em R$ 4 milhões.  Comprada do banqueiro Joseph Safra, o imóvel não aparece nas declarações de bens do senador encaminhadas à Justiça Eleitoral nas eleições de 1998 e 2006.

Apesar disso, Sarney se fortaleceu nas últimas horas, pois o PMDB fisiológico do Senado colocou o presidente Lula refém político. O partido ameaçou pular da canoa se Sarney fosse largado à própria sorte. Há reflexos também os ataques de Lula aos tucanos e a resposta – no mesmo tom – do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Mas política é assim mesmo: inimigos ontem, amigos amanhã. Ou vice-versa.

(more…)

Sobre as mesmas coisas

junho 23, 2009
Sarney tem funcionários pagos pelo Senado na sua fundação em São Luís (MA)

Sarney tem funcionários pagos pelo Senado na sua fundação em São Luís (MA)

Às vezes parece repetitivo os temas deste Diário de Bordo. Mas, certos políticos não permitem a mudança de rumo. E o barraco continua no Senado Federal. Os senadores agora se rebelam contra os apadrinhados do presidente José Sarney (PMDB-AP) e falam inclusive de pressões e chantagens. A cada dia mais revelações escabrosas. Desvio de função de funcionários do Senado é a bola da vez.

E retomo minhas atividades aqui em Brasília após ter passado uns dias em Campos dos Goytacazes, norte do Estado do Rio. Lá, a rotina prossegue. Os jornais trataram sobre dois assuntos: a filiação do ex-governador Anthony Garotinho ao PR. Até dão sugestão de números para a Mega-Sena: 12 (PDT), 13 (PT), 15 (PMDB), 40 (PSB). E agora o 22 (PR). Falta apenas mais uma dezena para fechar o jogo.

O escândalo da cidade é na empresa Campos Luz com a prisão do ex-presidente da entidade Sivaldo Abílio de Oliveira, 67, investigado com outros auxiliares na operação Alta Tensão. A grana desviada, segundo estimativa, beira os R$ 40 milhões. Sivaldo se apresentou no fim de semana e foi parar atrás das grades.

O Império (ou A República) de Sarney

março 4, 2009
Foto oficial de Sarney, presidente da República Federativa do Brasil

Foto oficial de Sarney, presidente da República Federativa do Brasil

O senhor José Ribamar Ferreira de Araújo Costa governou o Brasil no pós-regime militar. Maranhense de Pinheiro, ele foi alçado à cadeira principal do Palácio do Planalto após falecimento do presidente “eleito” Tancredo Neves. Até então, José  Ribamar era o vice. A partir de meados de 1985, o povo brasileiro começava a conhecer José Sarney.

(more…)

O castelo de Agaciel

março 3, 2009
a mansão de Agaciel avaliada em R$ 5 milhões (foto Lula Marques)

A mansão de Agaciel avaliada em R$ 5 milhões (foto Lula Marques)

Assim como o ex-corregedor da Câmara – deputado Edmar Moreira (aquele que nunca é localizado) – o diretor-geral do Senado Agaciel da Silva Maia não suportou mais um escândalo e deixou o cargo. Tudo porque no fim de semana o jornal Folha de S. Paulo revelou que ele tinha uma mansão no Lago Sul avaliada em R$ 5 milhões. O imóvel não constava da declaração da IR do ex-todo-poderoso Agaciel.

Agaciel foi abatido em pleno voo

Agaciel foi abatido em pleno voo

Se mexerem com outros tantos que ocupam cargos nos três poderes é possível encontrar mais podres. E o pior é que o presidente do Senado, José Sarney – do mesmo PMDB atacado pelo senador Jarbas Vasconcelos (PE) – tentou pôr panos quentes. Transferiu a batata quente para o TCU.

Porém, os partidos de oposição colocaram Agaciel na alça de mira e dispararam tiros certeiros na direção dele. O ex-diretor teria entregue uma carta pedindo para sair e será substituído pelo segundo (ou seja, ficou o adjunto).  Vale tudo em Brasília!