Posts Tagged ‘Senado’

A bola da vez

agosto 12, 2009

edirlula

A partir do momento em que as denúncias no Senado começam a ser arquivadas e tornam-se mais distantes as punições aos culpados pelos desmandos, a mídia tupiniquim procura a “bola da vez”.  Ou seja, sai à cata de assunto “escandaloso” que mude o foco do noticiário. Na prática, isso deve ser recebido com louvor pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e sua tropa de choque.

(more…)

Anúncios

O Suinado

julho 30, 2009

lulanacni

Dizem, nos corredores políticos de Brasília, que o presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), vai prorrogar o recesso parlamentar. O motivo é a gripe suína. E o colunista José Simão, na Folha de S. Paulo, chama aquela Casa Legislativa de Suinado, dirigida pelo Suiney. Os eleitores ficariam felizes, pois se houvesse uma pandemia no Suinado e espalhasse a gripe suína, o Senado seria renovado. E o pior: você sabe quem é o suplente do senador do seu Estado? Não. Então, o melhor remédio é esquecer a gripe.

E, para os escândalos do Suiney, segundo o mesmo José Simão, lenços de papel. Você puxa uma folha e vem três. Rarara! No mesmo jornal desta quinta-feira em Brasil, página A4, tem matéria em que a família Sarney é cobrada na Justiça por causa de uma dívida de R$ 12 milhões junto ao BNB (Banco do Nordeste do Brasil). Tem até dinheiro do FAT nesta jogada. Mas, a família nega.

Fico imaginando o Romário! Se ele fosse um Sarney, com certeza não estaria passando pelas enrascadas judiciais. O cara construiu um patrimônio e, agora, vê tudo ruir. Então, em vez dele afirmar que não matou Michael Jackson e nem trouxe a gripe suína para o Brasil, deveria assumir que é filho do Sarney. Só eles se livram as encrencas.

Uma péssima notícia para a mídia. Sarney alinhava um pedido de renúncia da Presidência do Senado. Teria até conversado com Lula, mas o martelo somente deve ser batido na próxima semana, se a gripe suína não avançar. Fora da Presidência, Sarney quer que a mídia o esqueça. Será?

Agaciel

julho 10, 2009

sarney fundação

Acabo de saber pelo colunista José Simão, da Folha de S. Paulo, que o ex-todo poderoso diretor-geral do Senado, Agaciel Maia, é daquelas pessoas que se lixam para as leis. Basta ler o nome dele ao contrário: Lei caga. Ah,ah! Agaciel cagou para as leis. E o interessante é a matéria desta semana de Andrei Meireles em Época com os detalhes do gabinete secreto de Agaciel. Diz em certo trecho que existe lá um gel KY, produto para lubrificar partes íntimas em relações idem…

Sexo e sacanagem que o Senado vem fazendo com o cidadão. Imaginem os jornais estampando mais um escândalo do dono do Maranhão, senador José Sarney, que se elegeu pelo Amapá, pois não pode concorrer pelo estado natal em função de manobra do senador Epitácio Cafeteira, inimigo no passado e alinhado político nos dias atuais. O lance é sobre desvio de dinheiro na fundação José Sarney, que ocupa o Convento das Mercês, em São Luís. E Sarney fez escola com Paulo Maluf: a culpa não é minha, não tenho nenhuma responsabilidade sobre o que ocorreu.

E a imprensa internacional está ainda procurando onde será enterrado Michael Jackson. Depois daquele “showneral”, o corpo do “rei do pop” está em local desconhecido. É possível que a família divulgue algum comunicado dentro das próximas horas sobre o destino dos restos mortais do astro.

O recesso

julho 7, 2009

congresso.bsb
O mês de julho segue morno. As férias escolares deixam o trânsito mais tranquilo nas principais cidades do país. Agora, no parlamento brasileiro há mobilização para o recesso político. Pois querem fechar as portas do Congresso Nacional como forma de levar a sociedade brasileira ao esquecimento dos escândalos. Mas quando forem para as ruas os deputados e senadores não serão abordados pela população?

De Paris, o presidente Lula defendeu o funcionamento das casas legislativas. Segundo ele, a onda de denúncias não pode frear o trabalho, por exemplo, no Senado Federal. Na Câmara, a articulação diz respeito à reforma política. Tem deputado fazendo as contas sobre a melhor forma de se reeleger.

Em nome da família

junho 16, 2009

família sarney

Diz o deputado federal Domingos Dutra (PT), lá pelas bandas do Maranhão, que o patriarca José Ribamar Ferreira de Araújo Costa mudou a forma dos católicos pronunciarem “Em nome do Pai…”. Com o advento do senador José Sarney, o que vale naquele estado – e depois copiado para o Brasil – é o seguinte: “Em nome do Pai (José Sarney), dos filhos (Fernando, Zequinha e Roseana), dos genros e noras, dos netos e netas, dos sobrinhos e das sobrinhas, dos apaniguados, etc e tal…”. E o povo tem que dizer em coro: Amém.

(more…)