Uma homenagem a Waldick Soriano

Ícone da música brega? Que nada. Waldick Soriano, que morreu na madrugada desta quinta-feira (4), no Rio, era bem mais que este rótulo que o acompanhou por algumas décadas de sua carreira. Baiano de Caetité, Waldick traduzia o lado de uma geração de cantores que embalaram o cotidiano de muitos brasileiros.

Esquecido da mídia nos últimos anos, ele foi relançado no ano passado por Patrícia Pilar, a Flora da novela A favorita. Pilar pôs Waldick nos circuitos dos shows país afora. Um trabalho magnífico e de reconhecimento ao cantor. O CD e o DVD “Waldick, Sempre no Meu Coração” foi uma justa homenagem ao artista.

A morte dele nos entristece. Ele estava internado no Instituto Nacional do Câncer desde o último domingo. Aos 75 anos, tratava de um câncer na próstata há dois anos. Aliás, fica um alerta aos brasileiros sobre a necessidade do exame de próstata.

Waldick tem mais de 40 anos de carreira e entre os seus sucessos estão “Eu não sou cachorro, não” e “Tortura de amor”. Antes de se tornar cantor, ele chegou a ser peão, motorista de caminhão e garimpeiro.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Uma homenagem a Waldick Soriano”

  1. Joselito Says:

    Waldick não morre… enquanto houver amor e paixão entre as pessoas, sempre se ouvirá os acordes e as letras de suas músicas… Acompanhei o seu sucesso e o menosprezo de alguns “críticos” e posso garantir que se falarmos em músicas românticas e não citar Waldick Soriano, estamos a cometer uma das maiores injustiças com um dos melhores – senão o melhor – poetas do brasil, quiçá do mundo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: